sábado, 16 de janeiro de 2016

       O bicho

Vi ontem um bicho
Na imundice do pátio
Catando comida entre os detritos.
Quando achava alguma coisa;
Não examinava nem cheirava:
Engolia com voracidade.
O bicho não era um cão,
Não era um gato,
Não era um rato.
O bicho, meu Deus, era um homem.

Manuel Bandeira. Rio, 27 de dezembro de 1947





1- A expressão “Meu Deus” significa que o autor:

(  A   ) alegrou-se com a cena.                   
( B    ) ficou indiferente.
( C    ) solucionou um problema social.
( D    ) fiou chocado com o espetáculo.

2- A causa principal da nossa admiração pela poesia é porque:

(  A   ) o autor retratou a cena que humilha a condição humana.                
(   B  ) o autor procurou comparar o homem com cães e gatos.
(   C  ) o homem já não vive mais nesse ambiente de miséria.
(   D  ) é falsa a notícia de que a humanidade passa fome.

3 - Essa admiração nos dá o sentimento de:

(  A   ) prazer.
(  B   ) admiração.
(  C   ) pena.
(  D   ) desprezo.

4 - A intenção do autor ao usar a palavra “bicho” parece que:

(  A   ) procurou chamar a nossa atenção para animais do lixo.                
(  B   ) a história é mesmo sobre um lixo.
(  C   ) o homem se viu reduzido a condição de animal.
(  D   ) o homem deve ser tratado como animal.

5- O que motivou o bicho a catar restos foi:

(  A   ) a própria fome.
(  B   ) a imundice do pátio.
( C    ) o cheiro da comida.
(  D   ) a amizade pelo cão.

6 - O assunto do texto é:

(  A   ) a imundice de um pátio.
(  B   ) um bicho faminto.
(  C   ) a comida que as pessoas jogam fora.
(  D   ) a triste situação de um homem.

7 -  Destaque o verbo nesta frase: “Vi ontem um bicho na imundice do pátio.”

8 - Este poema serve para:

(  A   ) distrair.
(  B   ) informar sobre um acontecimento.
(  C   ) partilhar um sentimento.
(  D   ) informar sobre a vida de um homem.

9. Esse texto apresenta:

(  A   ) fato.
(  B ) opinião.
(  C ) descrição.
( D ) Nenhuma das alternativas.

10 – Passe este poema para o presente do modo indicativo.


GABARITO:
1 - D
2 - A
3 - C
4 - C
5 - A
6 - D
7 - Vi
8 - C
9 – A
10 -  O bicho

Vejo hoje um bicho
Na imundice do pátio
Catando comida entre os detritos.
Quando acha alguma coisa;
Não examina nem cheira:
Engole com voracidade.
O bicho não é um cão,
Não é um gato,
Não é um rato.
O bicho, meu Deus, é um homem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário